Tuesday, December 10, 2019

Review: Honor, Panzer

Posted by Redação Mondo Metal On April - 26 - 2014

 

 

assina_chris

 

Holy shit!

Holy shit!

 

“Thrashão daqueles”! Provavelmente será isso que você vai pensar após a primeira audição de Honor, terceiro full-lenght dos paulistas do Panzer, lançado em 2013 após um hiato de 12 anos desde o último álbum completo, The Strongest. Neste período a banda colocou nas prateleiras um EP (Brazilian Threat) e um single (Rising), ambos de 2012, preparando o terreno para o rolo compressor que viria na sequência.

 

Honor é um monstro! Forte, cheio, completo! São 12 faixas de muito peso ora rápidas, ora mais cadenciadas (e ainda assim muito pesadas). É o caso da espetacular Intruders, sem dúvida nenhuma o destaque do álbum. Nesta música a banda usou com maestria aquela máxima do Slayer quando lançou o clássico South of Heaven: “não é preciso ser rápido para ser pesado”. Intruders flerta com o Stoner Metal e é a faixa mais pesada do álbum! Que coragem teve a banda em fazer uma música assim! Como é bom ver um grupo nacional se arriscar e acertar em cheio! Intruders certamente ficará marcada na carreira da banda. Perfeita, nota 10!

 

 

Mas a velocidade também é uma marca forte do álbum, como na matadora Rising, lançada um ano antes na versão single. A faixa começa a 200 por hora e é incrivelmente pesada, daquelas feitas para uma autêntica roda de mosh. Valeria citar também a ótima Alma Escancarada só pelo fato de ser cantada em português, mas aí então, eis que no final da música, entra nada menos que um minuto do bom e velho Black Sabbath com o clássico absoluto War Pigs. É até covardia!

 

De forma consciente ou não – e é impossível não citar – Honor parece fazer uma certa referência (ou seria reverência?) aos geniais ingleses do Bolt Thrower. Para quem sempre acompanhou a carreira daquele quinteto, faixas como Last Man on Earth fazem uma ligação direta com a banda.

 

Honor é um álbum que coloca o Panzer na linha de frente do Thrash Metal nacional. O ótimo trabalho de Henrique Baboom na produção deixou o álbum tecnicamente perfeito. Baboom, aliás, é o responsável pelo baixo na já citada jam de War Pigs. Musicalmente o quarteto está muito forte, criativo e pesado e os músicos estão em um grande momento. No geral (além do peso) espere por uma banda muito coesa, agressiva e competente. É um “Thrashão daqueles”!

 

panzer03

 

Panzer
álbum: Honor
Gravadora: Shinigami Records

01. The Morning After
02. The Last Man on Earth
03. Heretic
04. Intruders
05. Rising
06. Savior
07. I Wanna Make You Pay
08. Burden of Proof
09. Victim of Choices
10. Hastening to Death
11. Mind’s Slavery
12. Alma Escancarada

 

Banda:
Rafinha Moreira – Vocais
André Pars – Guitarras
Rafael DM – Baixo
Edson Graseffi – Bateria

 

Ouça a faixa Rising


Deixe seu comentário!

Comments are closed.

Review: The First of the Listeners, Recitations

      Obscuro, sombrio e assustador! Assim podemos definir The First of the Listeners, álbum de estreia dos noruegueses […]

Review: Prologue In Death & Chaos, Death Chaos

      Curitiba sempre teve uma cena muito boa da música pesada. De lá vem dois grandes nomes do […]

Review: Once and for all, Perc3ption

      Imagine a cena: você se senta confortavelmente diante de seu computador, abre uma cerveja bem gelada (no meu […]

Review: 14 Sovereigh, Vpaahsalbrox

      Quando se fala em bandas de Heavy Metal vindas do Texas, nos Estados Unidos, de quem você […]